Como renegociar o financiamento do veículo

Saiba Como renegociar o financiamento do veículo limpe seu nome!

Pretende aproveitar a redução de impostos como IPI e renegociar as parcelas do seu veículo? Ou está inadimplente com a instituição financeira que financiou seu veículo? Saiba as melhores maneiras de renegociar sua dívida e confira as melhores maneiras de como renegociar sua dívida.

Com a popularidade do dito “IPI reduzido”, uma grande quantidade de brasileiros tem saído em busca de realizar seu sonho do carro novo. Porém, uma grande quantidades de compradores não conseguem sustentar as parcelas do financiamento. Atualmente, os brasileiros devem estimadamente 10 bilhões de reais para instituições financeiras e montadoras de automóveis. A tendência é o crescimento deste número. Levando em conta esta realidade, a melhor solução para não perder seu veículo e evitar constrangimentos é a renegociação do financiamento do mesmo.

A primeira dica para a renegociação é: Procure a empresa resposável pelo financiamento assim que perceber a redução no orçamento ou assim que perceber que as parcelas não caberão mais no bolso. Isto evita que o cliente seja considerado pela financiadora como “cliente vermelho”, significando um cliente de alto risco, impossibilitando ou mesmo interferindo em futuras negociações. Vale lembrar que a inadimplência com financiadoras de veículos podem incitar a inclusão no SPC (Serviço de proteção ao crédito) ou Serasa, impossibilitando o cliente de efetuar outros tipos de transações que realizem consultas de créditos nestes órgãos.

A forma ideal de renegociar seu financiamento é reescalonar as parcelas, ou seja, fazer com que as parcelas que ainda faltam ser pagas sejam estendidas por um período ainda maior. Desta forma, o valor da parcela é reduzido, porém a quantidade de parcelas se torna maior. Vale lembrar que este reescalonamento pode causar um impacto no valor final do veículo, podendo alcançar até 300% do valor total do valor pendente.

O ideal é que assim que a situação financeira do cliente esteja regularizada, o mesmo esteja solicitando novamente um reescalonamento de parcelas, fazendo com que o valor seja novamente ajustado e os juros do financiamento fiquem ainda mais confortáveis.