Como renegociar um financiamento com o banco

 Saiba como renegociar um financiamento com o banco e limpe seu nome

Queda nos juros, IPI reduzidos, facilidade de crédito, e lá vão as pessoas fazer os mais diversos tipos de financiamentos, adquirir dívidas muito longas com carros, motos, entre outros e nem sempre conseguir pagar. Quando isso acontece e uma solução dentro do orçamento doméstico não é encontrada, a única alternativa é renegociar a dívida adquirida. Isso pode acontecer quando uma das pessoas da família perdeu o emprego, quando por algum motivo a pessoa precisou gastar mais com outra área como alimentação ou saúde, ou, até mesmo, quando a mudança de emprego se fez necessária e o salário diminuiu.

A grande desvantagem é que no final, a pessoa pagará mais juros, mas é melhor fazer isso, procurar a financiadora para pedir que a dívida seja dividida em mais parcelas, do que atrasar as prestações. Ou um reescalonamento das parcelas é mais fácil de ser conseguido quando a pessoa não tem o nome sujo, por isso, é importante que a pessoa procure a instituição assim que notar que não conseguirá cumprir com os pagamentos. Apesar de conseguir ter parcelas menores, a pessoa precisa ter em mente que o valor final do produto aumentará muito. Em casos de automóveis, algumas vezes, chega a quase três vezes o valor real do produto.

A renegociação da dívida pode ser feito também por quem começou a ganhar mais e quer ficar menos tempo pagando. A vantagem de optar por pagar parcelas maiores, é que muito dos juros que seria inicialmente pago, é abatido e o montante final da dívida diminui. Para isso, a pessoa precisa procurar a instituição responsável pelo financiamento e solicitar essa alteração. É importante sempre se lembrar de verificar os novos juros e calcular quanto ficaria se o pagamento fosse feito pela primeira negociação e quanto ficará com a nova, para ver se realmente vale a pena.

Outra coisa que pode acontecer é da pessoa receber uma quantidade de dinheiro maior em determinado mês e usar essa quantia para diminuir a dívida do financiamento. Nesse caso, deve-se ir à instituição e falar que quer adiantar o pagamento de parcelas. O cálculo será feito de maneira que as últimas parcelas serão pagas e o valor dos juros será abatido. Sempre peça para ver os cálculos e confira, para ver se está tudo certo.

Leia também: Como negociar um divida de financiamento

Antes de adquirir qualquer dívida a pessoa precisa ter certa estabilidade financeira. Por mais que os juros baixos, os parcelamentos e as promoções sejam muito atrativos, só deve aproveitá-la quem tem a certeza de que vai conseguir honrá-la. Se o produto financiado for um automóvel, sempre se deve calcular e colocar no orçamento doméstico além dos custos da prestação haverá os custos de manutenção, que não é barato. Planejamento financeiro doméstico é essencial para conseguir pagar tudo sem passar por dificuldades.